Jesus em Getsamani

Enfim Deus, infinitamente humano, passo por passo, procura um monte de onde pode ver tudo à distância para orar. Convidou muitos para estarem com Ele. Poucos O seguiram. Onde estavam todos aqueles que tinham fielmente seguido os milagres e os dias de intensa luz e ausência de perseguição? Onde estavam todos aqueles que acenavam com ramos durante a chegada a Jerusalém? Onde estariam todos eles?

Os poucos que seguiram Jesus, naquela noite mais escura e lenta que as demais, dormiram. Dormiram de despreparo, enquanto os que não foram ao Horto deixaram-No só pelo medo.

O que há de tão diferente da tua história?

Se de nada precisas, muitos estão ao teu lado. Todavia, se tua alma curva-se diante da dor ou da necessidade, quem sobe contigo ao teu Horto das Oliveiras até que a noite se converta em dia?

Jesus-homem, viveu o ápice de Sua solidão naquele momento. Toda a dimensão do Seu Amor estava ali, aguardando a Vontade de Deus disfarçada em distração dos homens. Estava consumado. Ele realmente era a ponte que a maioria temia atravessar. Apesar de tanta dor, capaz de fazer o Filho do Homem chorar por si e pelos irmãos que ficaram no caminho para proteger uma vida que se perdia em covardia, em momento algum o Filho do Carpinteiro de Almas amou menos.

Olha, meu amigo, faz tão plena a tua própria solidão. Não cobres que sigam contigo, mas não pares no caminho porque te deixam ou dormem. Segue sabendo que da noite escura da alma nasce a mais brilhante verdade.

Segue sabendo que quanto menor for o auxílio do esforço alheio, maior será a ajuda daqueles que não precisam fazer força para te seguir a cada passo e te abraçar em toda noite em que tua mente desconhece o dia de amanhã.

Segue para encontrar que merece ser seguido, pois em sua infinita luz sabes para onde vais!

Segue, amigo, segue sorrindo para achar quem também se viu sozinho na caminhada, mas continuou em direção ao Sol.

Segue, porque os que persistirem chegarão onde todos os Caminhos convergem.

PAZ E LUZ!